quarta-feira, 15 de junho de 2011

Livros que nos orientam

Adoro crianças, acho que já o disse. No entanto, gostar delas não é suficiente. Há que compreendê-las, para saber lidar com elas e ajudá-las a ultrapassar os seus medos, preocupações, e não menos importante, estimulá-las. 
A experiência com crianças ajuda-nos a conhecê-las, mas não o suficiente. Para as entender melhor, podemos sempre recorrer aos livros.
Eu, confesso que sem eles, não teria sido capaz de educar os meus filhos da forma como os educo, e na qual acredito que é a melhor forma de o fazer.
Apresento-vos os meus auxiliares. A colecção não está completa, tenho uns cinco ou seis em lista de espera, deste género, mais outra lista enorme de livros para os meus filhos.


Para vos transmitir o "bichinho" que eu tenho pela psicologia, passo a apresentar-vos cada um deles:

"Psicologia para Todos apresenta uma visão clara e completa da psicologia contemporânea, entendida como disciplina científica e prática. O objectivo é oferecer um texto que combine uma aproximação rigorosa com uma perspectiva humana extensa e estimulante, utilizando uma linguagem acessível que ajude o leitor a conhecer-se a si próprio e aos outros. (...) O Stresse, as somatizações, as inibições emocionais ou as alterações de personalidade podem ter solução; por isso, apresentamos um capítulo dedicado às diferentes terapias que podem servir como estratégia de tratamento."
                                                                                                                                                           in Psicologia para Todos


"Em Descobrindo o seu bebé, a aprendizagem e o progresso físico, emocional e social nos primeiros dois anos de vida, partindo de uma breve retrospectiva da vida no útero, são apresentados ao pormenor; ilustrados com encantadoras fotografias e transparências que, de forma inovadora, revelam o que existe sob a pele do bebé."
                                                                                                                                                   in Descobrindo o seu bebé 

"Este guia de fácil consulta apresenta um sem número de estratégias práticas para lidar com problemas comuns da Infância, dando aos pais a confiança que precisam para educar crianças felizes."
                                                                                                                  in Porque é que os miúdos se portam assim?


"Não há regras universais, nem receitas mágicas, mas existem princípios básicos que nos podem ajudar na difícil, complexa e maravilhosa tarefa que é educar. E uma dessas regras é que é fundamental criar normas que ajudem o nosso filho ou educando a conseguir a estabilidade, tranquilidade e segurança necessárias para o seu correcto desenvolvimento enquanto pessoa."
                                                                                                                                       in O não também ajuda a crescer


"A sociedade exige que cada um de nós obedeça a uma série de regras e as subscreva. É este o princípio de toda a educação. Todos sabemos que as influências que uma criança sofre nos primeiros anos de vida são cruciais para que esta se torne num adulto equilibrado. É, por isso, fundamental perceber como nos devemos comportar como pais para desempenharmos bem a nossa função."
                                                                                                                                                                          in Educar os filhos

"Se os pais conseguirem aprender a dar atenção aos filhos, captando o stresse que pode estar subjacente às queixas psicossomáticas que as crianças emitem, não só estarão aptos a eliminar algumas das pressões em excesso como também poderão ajudar os respectivos filhos a obterem o autoconhecimento e o autocontrole necessários."
                                                                                                                                                     in Dar atenção à criança
   
"Até aos três anos de idade, o cérebro de uma criança desenvolve-se a um ritmo extraordinário. O que pode fazer para aproveitar ao máximo o potencial de aprendizagem do cérebro do seu filho neste período? Na verdade é tão simples que se faz... a brincar! Ao longo destas páginas, encontra descritos 125 jogos divertidos (para si e para o seu filho) que incrementam o seu desenvolvimento cerebral e cognitivo. São jogos concebidos para acompanhar o desenvolvimento específico de cada período dos 12 meses aos 3 anos de idade. Aprender vai ser, para o seu filho, uma brincadeira!"
                                                                                                  in Brincadeiras para crianças de 1 a 3 anos

10 comentários:

Te disse...

Eu gosto de livros de forma geral, uns mais que outros e claro que depende dos temas. Esses devem ser muito uteis e ajudar bastante.

Beijinho.

Clara disse...

que belo apanhado! xim xenhor

AVOGI disse...

ANA
eu que sempre lidei com crianças pois fui professora durante 32 anos, os livros foram os meu ajudantes mas deixa que te diga nem sempre se adequam às criança sum avez que cada criança é única e os livros falam na generalidade . o conhecimento empírico é a melhor e isso só olhando para os nosso filhos e aprendendo com eles ao longo do crescimento e assim quando chegares aos netos já tem a matéria toda na ponta da língua.
kis :=)

Susana disse...

Olá gostei muito do seu blog está um miminho tb
gosto muito de ler e estes parecem ser bastante interessantes ;)
Beijinhos

Mafalda S. disse...

Excelentes opções! Eu também adoro livros dentro dessa área, tenho vários.

Sugiro-te também as seguintes leituras:
"A família em primeiro lugar" do conhecido Dr. Phil McGraw e "Educar para a felicidade" da Dr.ª Christine Carter. Vais ver que vais gostar.

Beijinhos

Fernanda disse...

Confesso, que apesar de ser uma leitora voraz, não conheço nenhum. Acho que prefiro artigos soltos, sobre os assuntos que me interessam.

Tenho consciência que ser pai e mãe também se aprende. Aliás, passamos a vida inteira nessa aprendizagem, com muitos falhanços, apesar das melhores intenções; mas no fundo concordo com a Avogi, o nosso conhecimento vem da experiência, com os nossos filhos, porque cada criança tem a sua personalidade e nós, enquanto mães temos que abordá-los de forma diferenciada.
No entanto, volto a dizer, os livros ensinam-nos imenso!

Beijinhos

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Ana,
Já leste o Bésame Mucho do autor Carlos González?
http://acuadoiro.blogspot.com/2010/07/o-seu-filho-e-generoso.html
Eu gostei bastante :)

Ana disse...

Te
São sem dúvida muito úteis :)

Clara
É verdade! :)

AVOGI e Fernanda
Eu também acredito que a experiência é crucial, e sem dúvida nos ensina muito, mas, de facto, os livros orientam-nos, conforme escrevi no título, dizem-nos o porquê de certos comportamentos e como lidar melhor com eles. Mas claro, não há duas crianças iguais e o que resulta com uma, pode não resultar com outra. Eu já estou a sentir as dificuldades na pele com a minha filha que é bem diferente do irmão, e tenho que adotar estratégias diferentes.

Susana
Muito obrigada pela visita :)
São todo muito interessantes, por isso é que fiz este post.

Mafalda
Não conheço nenhum dos livros que mencionaste, apenas conheço o Dr. Phil. Já estão na minha lista :)

Gaspas
Já li esse post há uns tempos, e até mostrei ao meu marido, pois achei interessante, e explica bem o que a criança sente nessa situação. Aliás, a melhor maneira de entendermos as crianças, é colocarmo-nos no lugar delas e pensar como elas.
Quanto ao autor, penso que é um psicólogo Espanhol, salvo erro. Apesar de não ter lido nenhum livro dele, já li vários artigos e gostei imenso.

Beijinhos a todas e bom fim-de-semana :)

Dadinha disse...

Querida Ana eu tb não sou psicologa por formaçao mas uma apaixonada pela psicologia e como tu bem dizes é preciso compreender as crianças e a nós proprios.Sabes há muito tempo que ando para falar acerca deste tema e partilhar os livros que considero interessantes, mas devido à minha falta de tempo fiquei-me pelo post "Leitura Partilhada" e ainda não consegui dar-lhe seguimento. Vou tentar arranjar um pouco mais de tempo e em breve farei um post mais completo lá no meu blog.
Bj:)

Ana (A mamã é só minha) disse...

Acho que sim, Dadinha.
Vou ficar atenta.
Beijinhos :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...