sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Unchained melody by U2

Para mim, este cover supera o original. Esta versão tem muita alma, é simplesmente magnífica. E desconhecida, da maior parte das pessoas. Espero que gostem tanto como eu, da música e das imagens tão bem seleccionadas ;)


Este é o lado "B" do single "All I want is you".
Domingo vão perceber porque é que ando a partilhar músicas dos U2, mas só no domingo ;)

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Para ouvir bem alto

Uma música intemporal, inesquecível, magnífica (tal como os U2), uma música com História.


"Sunday Bloody Sunday" é uma canção da banda irlandesa U2. É a primeira faixa e terceiro single do álbum War, sendo lançada em 11 de Março de 1983, na Alemanha e na Holanda. "Sunday Bloody Sunday" é conhecida pela sua batida militarista, guitarra dura, e harmonias melódicas. Uma das músicas mais abertamente política do U2, a letra descreve o horror sentido por um observador "The Troubles" na Irlanda do Norte, com destaque no incidente do Domingo Sangrento em Derry, onde as tropas britânicas atiraram e mataram manifestantes de direitos civis. Junto com "New Year's Day", a canção do U2 ajudou a atingir um público mais amplo de escuta. Foi geralmente bem recebido pelos críticos sobre o lançamento do álbum.
A canção ficou na posição de número #268 entre as 500 Melhores Canções de Todos os Tempos da revista Rolling Stone, em 2004[1]. A revista britânica New Statesman classificou-a como uma das canções do "Top 20" das canções políticas.[2]


Também aconteceu com os vossos blogs?

Depois de fazer um comentário no novo blog da AVOGI, volto para o meu blog e deparo-me com uma mensagem que dizia que o meu blog tinha sido removido. Fiz uma pesquisa para o encontrar, fiz log in e aparece uma mensagem do Google acount dizendo que o meu blog tinha tido uma actividade anormal, pedindo o meu n.º de telemóvel onde iria receber uma mensagem com um código para inserir e verificar. Foi rápido, inseri o código e consegui abrir. Pensava que estava tudo bem, mas pelos vistos não, nem sei se já está. Está tudo bem, quando cá entram, ou ainda aprece algum alerta?

Muito obrigada :)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Precisava de saber...

Se o meus blogues ainda têm algum aviso de malware, se faz favor. Acreditem ou não, ainda não vi o dito aviso, nem nos meus blogues, nem nos blogues que sigo, e quase toda a gente se queixa. Apenas soube que pelo menos este blog tem o tal aviso, graças à querida Manuela que me avisou e que, desde já agradeço.

Outra dúvida: removi os blogues que sigo da barra lateral, mas tenciono repô-los, sabem se posso voltar a colocá-los?

Muito obrigada :)

Convite

Recebi este convite da Mãe Feliz, e claro que não poderia recusar. Amamentar é uma das mais importantes formas de vinculação entre mãe e filho, para além de inúmeros benefícios para a saúde do bebé. Gostei tanto da ideia, que, passo desde já convidar todas as mamãs que estejam interessadas em participar.

  1. Colem esta imagem no vosso blogue, facebook de modo a assinalar esta comemoração;
  2. Escrevam mensagens com o vosso testemunho de amamentação (o que correu bem, o que correu mal, o que mudavam, o que sentiram...);
  3. Publiquem imagens ou vídeos acerca da amamentação;
  4. Lancem o convite a mais blogues;
  5. Deixem a criatividade e imaginação falar por vocês e promovam o aleitamento materno :)
Aceitam o convite?

 Mais informações aquiFacebook.

O meu testemunho
NOTA: Este post foi publicado no dia 27 de Abril deste ano.


Já não amamento há cerca de um ano. No entanto, e porque tive alguns percalços no início, achei que deveria deixar o meu testemunho.
Com o primeiro filho, tudo era novidade, porém, ao fim de dois dias de dificuldades em mamar, tudo começou a correr lindamente. 

Com a minha segunda filha, a Sara, tudo foi diferente, mesmo muito diferente. Ao contrário do Diogo, a primeira vez que a Sara mamou, parecia uma bebé muito experiente, foi maravilhoso. Fiquei super feliz e toda auto confiante, só pensava: desta vez vai correr tudo bem! 
Mas, ao fim de dois dias, a situação inverteu-se, a Sara começou a mamar muito mal.

Como a Sara nasceu com menos de 3kg. (2,900kg), fui aconselhada a acordá-la de três em três horas, para mamar. E nunca, mas mesmo nunca, deixar que ficasse quatro horas sem mamar, pois podia entrar em hipoglicemia. Assim fiz. Mas sentia que, o facto de interromper o seu sono, pois ela dormia muito bem de dia e mal durante a noite, causava-lhe um enorme transtorno e, ela rejeitava a mama.
Os dias iam passando, e ela não aumentava de peso, como deveria. Ao fim de três dias pesava 2,700kg. Trata-se de uma situação normal. Os recém nascidos têm tendência a perder até 10% do seu peso nos primeiros dias, voltando ao peso com que nasceram ao fim de aproximadamente dez dias. Tendo ganho apenas 60gr. em oito dias. Muito pouco, tendo em conta que devia aumentar no mínimo 20gr. por dia.
Embora contrariando o meu instinto maternal, devido à insistência da médica e enfermeira que acompanhou a Sara, e, com base no facto de ter menos de 3kg., continuei a acordá-la, mas de quatro em quatro horas. A situação manteve-se, ela nem mamava, nem dormia. Ao fim de doze dias, tomei a decisão de agir de acordo com o meu instinto. (Os nossos antepassados, não tinham a informação que nós temos hoje em dia, e tudo se criou.) Deixei a minha filha dormir, tanto quanto necessitava, e deixei que ela acordasse naturalmente. A partir dessa altura, com menos de 3kg., a minha filha começou a dormir mais horas seguidas, a acordar com um apetite voraz e a mamar bem. Na consulta seguinte, com 18 dias, pesava precisamente 3 kg. Fiquei super feliz e aliviada. No entanto, não disse nem à enfermeira, nem à médica o que tinha feito. Preferi aguardar pela próxima consulta, para ter a certeza que estava no caminho certo. Na consulta seguinte, com 24 dias e 3,110kg., contei à enfermeira como tinha feito, e ela continuou a defender a sua posição, mesmo com os resultados positivos à vista. Passados seis dias, já pesava 3,400kg.


Como vêem, às vezes devemos seguir o nosso próprio instinto. Não há dois bebés iguais, e mesmo que viessem com "livro de instruções", o mesmo, não serviria para todos, pois existem muitas variantes e condicionantes.


Acredito que, quando uma estratégia não resulta, devemos optar por outra. Foi o que fiz, e correu muito bem.
Contudo, não pretendo com esta partilha da minha experiência, influenciar ninguém, até porque, cada caso é um caso.


Quando amamentava, desconhecia os picos de crescimento leiam, é importante.

domingo, 25 de setembro de 2011

sábado, 24 de setembro de 2011

Censurado

Normal, seria censurar a tradição!


"Os animais selvagens nunca matam por divertimento. O homem é a única criatura para quem a tortura e a morte dos seus semelhantes são divertidas por si."

                                                                                                                                               James Froud

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Momento de mãe babada # 2

Nas férias de Verão, passei os últimos quinze dias de Agosto com os meus filhos, o M. só teve férias na primeira quinzena. Durante esse tempo, propus ao D. que fizesse alguns trabalhos manuais, uma das actividades que ele mais gosta de fazer, e até consultei blogs com ele para lhe dar ideias. Mas, ele sabe sempre o que quer fazer e acaba por fazer à maneira dele. Foi o que aconteceu. Este trabalho (apenas um dos vários que fez) que vos apresento, foi mais uma vez todo pensado por ele, desde os materiais, à forma como o construiu etc.
Para quem não sabe o que é, eu dou uma ajuda, é o Farol mais alto de Portugal, e o segundo maior  da Península Ibérica e situa-se no distrito de Aveiro.

Materiais que utilizou:
Caixa de Nestum;
Tubo de rolo de cozinha;
Tampa;
Uma folha verde (para fazer o relvado);
Uma folha vermelha (para as riscas do farol);
Cola UHU;
Tinta branca.

É evidente que não se trata de uma réplica, mas visto que foi pensado por uma criança de seis anos, sem copiar, só usou a memória, até está bem. E é assim, o meu filhote, sempre a encher a mãe de orgulho.

Bom fim-de-semana :)

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Ideia - decoração

Nas minhas limpezas de Verão, encontrei na lavandaria, esta taça, que me foi oferecida por uma tia muito querida. Na altura, não sabia o que fazer com ela, nem tinha onde a colocar. E, com muita pena minha, guardei-a numa prateleira bem alta, na lavandaria e... esqueci-me dela. Quando a encontrei, lembrei-me logo o que fazer com ela, pois há tempos, vi em casa da minha amiga B., um arranjo muito semelhante, que gostei muito e serviu de inspiração. Já tinha o pout pourri guardado, mas faltava-me a vela.
Depois de comprar a vela, coloquei tudo dentro da taça. Gostei muito do resultado. Só lamento não ter tido a ideia mais cedo. Ficou assim, a decoração da mesa da sala.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Solha frita com salada de feijão frade

Adoro! Aliás, é uma das comidas preferidas cá em casa. Se vissem a minha filha a comer...
Normalmente, fazemos esta salada com pataniscas de bacalhau, mas hoje, não havia bacalhau, e optei pela solha:

Ingredientes:
(para a solha)
- solha às postas;
- alho
- sal e pimenta, q.b.;
- limão;
- farinha;
- óleo.
(para a a salada)
- feijão frade;
- tomate;
- pimento vermelho e verde;
- cebola;
- salsa;
- azeite;
- vinagre.


Preparação:
Tempera-se a solha com os ingredientes, acima referidos, no mínimo 15 minutos antes de fritar. Prepara-se o óleo e, quando estiver bem quente, passar as postas por farinha, e colocar na frigideira.
Coze-se o feijão. À parte, cortam-se os pimentos e o tomate aos cubos. Pica-se a cebola e a salsa. Mistura-se tudo, junta-se ao feijão.
Dica: costumo colocar metade de um pimento verde, metade de um pimento vermelho e metade de um tomate grande, ou um pequeno. Tempero a salada com azeite e vinagre. Depois de frita, rego a solha com sumo de limão.
Garanto, é uma delícia. Foi o maridinho que fez e que inventou a salada.
Quem é sortuda, quem é?

Bom apetite!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

E agora?

Na era da televisão digital, que está quase a chegar à minha zona, eu e o meu marido optámos por cancelar a ZON. Quase não vemos televisão e só aderimos, porque vivemos num vale, onde o sinal é muito fraco e só apanha a TVI, canal que dispensamos. Agora percebemos que o D. se apaixonou pelos canais História, Odisseia e Discovery. São os canais mais interessantes que temos e que mais apreciamos.


Agora, não sabemos o que fazer. Se por um lado, consideramos estes canais interessantes, onde se aprende coisas fantásticas, por outro, custa ter essa mensalidade que podia poupar ou investir, por exemplo em livros.
Graças a estes canais, o meu filho já não quer ser piloto de automóveis nem arquitecto, agora quer ser arqueólogo, para descobrir cidades e esqueletos. Nem imaginam o entusiasmo dele. Embora seja demasiado cedo para saber o que quer fazer no futuro, acho que se ia dar bem. Temos por hábito visitar serras e bosques e ele adora explorar e descobrir e, faz imensas perguntas. O mesmo acontece quando visitamos museus e locais históricos, temos que ir bem informados para satisfazer a curiosidade dele, e muitas vezes chegamos a casa e vamos consultar livros ou a Internet, para o esclarecer
Será a televisão um bom objecto de estudo e conhecimento? Será que vale a pena manter?

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Dicas para mamãs

Quando temos o primeiro filho, temos sempre muitas dúvidas e inseguranças. Apesar de não ser necessário esterilizar biberões e chupetas depois dos seis meses de idade, eu esterilizei tudo até ao primeiro ano de vida do meu filho.
Com a mais nova, não. Comecei por perceber que não faz sentido ultrapassar esse período, pois via-a na creche a meter na boca brinquedos e livros que andam pelo chão e que, já andaram na boca de outras crianças. Com isto quero dizer que é impossível colocarmos uma criança num invólucro, nem sequer seria saudável.
Normalmente, não esterilizamos a colher e o prato da sopa e da papa, certo? Será que faz sentido esterilizar o resto? Quanto mais protegemos as crianças, menos imunidade têm.

Eu lavo os biberões e tetinas muito bem lavados, com o escovilhão e, tenho uma esponja de loiça só para o efeito. Deixo uns minutos a escorrer (no escorredor da loiça), depois passo para o suporte próprio para o efeito. Na minha opinião, é mais importante manter chupetas e biberões em bom estado, do que esterilizar, depois dos seis meses, e claro, trocá-los com regularidade.  

Conheço mães que se queixam que a criança só quer aquela chupeta, imunda e velhinha, ou aquela fralda toda suja. Dou sempre a mesma resposta: - O ideal, é dar uma fralda limpa diariamente à criança, esta não ganha cheiro, e a criança não se afeiçoa a ela. Caso se trate de um peluche, é muito simples, nunca se dá o mesmo, vai-se trocando e lavam-se quando necessário. Se resultou com os meus filhos, resulta com as outras crianças também. Nunca tive esses problemas com os meus dois filhos.
Além disso, esse hábito pode ter graves consequências, imagine que perde essa fralda, peluche ou chupeta? Como é que vai consolar o bebé?

Em foto é para a Su, em resposta ao comentário do post anterior.

Comprei este suporte na Chicco. É muito útil, fica tudo organizado e à mão. Mas, mesmo assim, uma vez por semana, lavo o suporte e esterilizo tudo. Manias...

Ainda sobre a imunidade, recomendo aos pais recentes, todo o cuidado, agora que estamos perto de uma nova estação: não protejam demasiado os vossos filhos nos primeiros dias de frio. As crianças, depois do primeiro mês de vida, sentem tanto frio como os adultos.
Depois há que ter em conta para onde é que as crianças vão, qual é a temperatura ambiente onde elas vão estar. Por exemplo, a creche tem aquecimento e e elas estão lá o dia inteiro? Neste caso basta vestir uma camisola interior, debaixo da camisola exterior e um casaco. Uma coisa garanto, as crianças que usam muita roupa no Inverno, por norma andam sempre doentes.


Adenda:
A propósito do comentário da Mãe Feliz, que tem um blog espetacular que aborda todo o tipo de assuntos relacionados com a infância (saúde, alimentação, desenvolvimento...), resolvi publicar as dicas que deixou na caixa de comentários deste post:
 "(...) Em relação ao que vestir às crianças: vestir as crianças apenas com mais uma peça do que nós. Outra coisa importante, não avaliar se a criança tem frio ou calor através das mãos ou dos pés, mas sim na zona de trás do pescoço."


Obrigada Mãe Feliz!

Bom fim-de-semana :)

Como é que é possível?

Fiquei de rastos ao ler este post. Sinceramnete, custa-me muito saber que existem casos como este, nos dias que correm.

Acho que não preciso acrescentar muito mais, ao que já está dito no referido post. No entanto, gostava que o lessem, e ajudassem esta mãe que se encontra num estado de sofrimento enorme, não imagino como será passar por uma situação destas, não poder alimentar um filho.

Eu, vou contribuir com dinheiro, pois os portes, ao enviar alimentos, provavelmente não compensam, aliás ela precisa muito mais do que alimentos.

Espero que possam ajudar, pois muitas gotas formam oceanos.

Obrigada

Beijinhos e bom fim-de-semana :)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Lavagem e desinfecção eficaz de uvas, mirtilos...

Como já referi, recorro ao vinagre para desinfectar legumes, como alfaces e tomates que se consomem crus e, algumas frutas. Só não disse como faço, por exemplo, com as uvas, mirtilos e cerejas.
Então é assim:
Encho o saco das uvas com água, agito e deito fora. Volto a encher com água, coloco vinagre lá dentro, agito muito bem e deixo ficar dois ou três minutos numa bacia, com a mesma solução de água e vinagre.














Entretanto, passo as uvas por água no escorredor e deixo a escorrer. Depois de bem escorridas, vão para o frigorífico, com um aspecto bem limpinho e fresquinho.
Mas nem tudo é bom, pois cada vez que abro o frigorífico, só me apetece petiscar.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

O Outono chegou à minha cozinha

Na semana passada vi uma abóbora pequenina muito fofinha em casa da minha sogra. Quando disse: - "Tão fofa." - Ela responde: -"Podes levá-la!" 
Perguntei se tinha mais e ela disse que não e eu recusei. Ela ainda insistiu, mas eu não quis que ela ficasse sem nenhuma.
Ontem, tinha lá um saco cheinho delas para mim. Nem sei o que fazer com tantas, mas dei logo destino a estas duas.
Acabei por decorar a caixa de pão. Também merece, concordam?



Tirei esta foto ao fim da tarde. A luz não lhe dá qualidade, mas deu-lhe alma. A alma de um fim de tarde de fim de Verão...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Manual da Vida

Recebi este "Manual" muito interessante, por e-mail (obrigada, S.) e quis partilhar com vocês.

Saúde:
1.     Bebe muita água;
2.     Come ao pequeno-almoço como um rei, ao almoço como um príncipe e ao jantar como um pedinte;
3.     Come o que nasce nas árvores e plantas, e menos comida produzida em fábricas;
4.     Vive com os 3 E's: Energia, Entusiasmo e Empatia;
5.     Arranja tempo para rezar;
6.     Joga mais jogos;
7.     Lê mais livros do que leste em 2010;
8.     Senta-te em silêncio pelo menos 10 minutos por dia;
9.     Dorme 7 horas por dia;
10.   Faz caminhadas de 10-30 minutos por dia, e enquanto caminhas sorri.



Personalidade:
11.   Não compares a tua vida à vida dos outros. Não sabes como é a caminhada dos outros;
12.   Não tenhas pensamentos negativos ou coisas de que não tens controle;
13.   Não te excedas. Mantém-te nos teus limites;
14.   Não te tornes demasiado sério. Ninguém se torna;
15.   Não desperdices a tua energia preciosa em fofoquices;
16.   Sonha mais acordado;
17.   Inveja é uma perda de tempo. Já tens tudo que necessitas...
18.   Esquece questões do passado. Não lembres o teu parceiro dos seus erros do passado. Isso destruirá a vossa felicidade presente;
19.   A vida é curta de mais para odiar alguém. Não odeies os outros.
20.   Faz as pazes com o teu passado para não estragares o teu presente;
21.   Ninguém comanda a tua felicidade a não ser tu;
22.   Toma consciência que a vida é uma escola e que estás nela para aprender. Problemas são apenas parte do curriculum, que aparecem e se desvanecem como uma aula de álgebra, mas as lições que aprendes perduram uma vida inteira;
23.   Sorri e ri mais;
24.   Não necessitas de ganhar todas as discussões. Aceita a discordância;

 
Sociedade:
25.   Contacta a tua família frequentemente;
26.   Dá algo de bom aos outros diariamente;
27.   Perdoa a todos, por tudo;
28.   Passa tempo com pessoas acima de 70 anos e abaixo de 6;
29.   Tenta fazer sorrir pelo menos três pessoas por dia;
30.   Não te diz respeito o que os outros pensam de ti;
31.   O teu trabalho não cuidará de ti quando estás doente. Os teus amigos sim. Mantém contacto com eles.

 
A Vida:
32.   Faz o que é correcto;
33.   Desfaz-te do que não é útil, bonito ou alegre;
34.   DEUS cura tudo;
35.   Por muito boa ou má que a situação seja, ela mudará;
36.   Não interessa como te sentes, levanta-te, arranja-te e aparece;
37.   O melhor ainda está para vir;
38.   Quando acordas vivo de manhã, agradece a DEUS pela graça;
39.   O teu interior está sempre feliz. Portanto sê feliz;
40.   Ter problemas na vida, é inevitável. Ser derrotado por eles é opcional! Roger Crawford

Beijinhos e bom fim-de-semana :))

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Assim, não dá!

À mesa...
A Sara já come sozinha, ou melhor, tenta. Come quase tudo, mas, quando fica sem fome começa a fazer asneiras, desde comer com a mão, espalhar a comida, ou atá deitar a comida para o chão.

Eu: - Oh Sara, olha o que estás a fazer, isso não se faz! Come com a colher, se não ficas com as mãos sujas.

O Diogo: - AHAHAHAHAHAHAHAH, a Sara é mesmo tola! Que fixe, é por isso que eu gosto tanto dela, AHAHAHAHAHAH...

A história repete-se vezes sem conta, até que, eu decido:
- Diogo, sempre que eu chamar a atenção à tua irmã, se não conseguires conter o riso, vais para o teu quarto até parares de rir.

A história repete-se novamente.

Eu: - Vai para o teu quarto!
D.: - Não consigo aguentar até lá, AHAHAHAH...
S.: -  ahahahaha

A história repete-se:

Eu: - Vai para o teu quarto!
O Diogo vai para debaixo da mesa e a irmã começa a espreitar e diz: - Tété
Diogo: -  AHAHAHAHAH
Os pais: - AHAHAHAHAH
Sara: - Eiiiiiiiiiiiii (a bater palmas)
Diogo: -  Nesta casa somos todos tolos!
A família: AHAHAHAHAHAHAH

E a história continua...

Agora eu pergunto: como é que é possível educar a filha mais nova, se o filho mais velho não colabora?

Escorpião ou Sagitário?


A minha filhota nasceu no dia 22 de Novembro, dia de transição de signos. Na altura, fiz várias pesquisas no sentido de saber qual era o signo dela e, pelo que li, não havia consenso, ora era Sagitário, ora era Escorpião, depende do site.
Como tenho duas amigas que fazem anos no mesmo dia, perguntei-lhes de qual o seu signo. O mais caricato, é que ambas defenderam com unhas e dentes, uma que era Sagitário, e outra afirmava ser Escorpião.


No entanto, continuo sem saber qual o signo da minha filha. Se alguém souber, ou conhecer algum site fidedigno, onde eu possa obter a resposta, agradecia.
Não acredito em previsões, mas acredito nas características da personalidade, embora ainda é cedo para reconhecer a personalidade da minha filha.

Obrigada :)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Férias, por onde andámos (parte II - passeios)

Como prometido, aqui está o resumo (segunda parte) das férias. Não correu como planeámos, pois as condições climatéricas condicionaram-nos bastante e a lista de destinos não foi cumprida.


No primeiro dia de férias, rumámos à Serra da Boa Viagem. Da última vez que lá fomos, estava um dia lindo e a vista era espetacular. Desta vez, estava assim, cinzenta.
 Deste miradouro, podem visualizar a imagem que se segue, a serra e o mar.
 Ao descer a serra, podemos ver, ao longe, a Figueira da Foz. 
Fomos até S. Pedro do Sul. Adoramos ir lá, é lindo e tranquilo.
 Visitámos vários parques e jardins, por onde passámos.

 Pateira de Fermentelos. Podem ver mais fotos deste local, no meu novo blog.
Diogo: - "Ó mamã, tira uma foto à árvore de Portugal."
Eu: - Árvore quê?
 O rapaz tinha razão, eu é que andava distraída.
Um passeio na Foz, Porto. Gosto muito.
 O meu filhote teve que se certificar que o castelo não era feito de queijo.
 Dormiram uma noite no chão. Foi o delírio. Não queriam adormecer, nem acordar :)
 Um passeio de Moliceiro, nos canais da Ria de Aveiro.
 Costa Nova, Ílhavo
Parque da Cabreia.
A queda de água engana, parece pequena, mas não é,
a prova, é a modelo, (minha madrinha), na foto em baixo.
 E praia, claro!
Para o ano, há mais!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...