sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Este post tem bolinha vermelha

Conhecem este livro? Há muito que o procurava, mas não o encontrava. Tive que o encomendar. É um livro ESPECTACULAR, que explica às crianças como é que se fazem os bebés.
Porém, devido a algumas imagens que o livro contém, não sei se o devo mostrar ao Diogo, por enquanto. Apesar de ele já saber há muito tempo como é que os bebés nascem, não sabe muito bem como é que se fazem. Quando ele me perguntou pela primeira vez, eu disse-lhe a verdade: "O papá colocou uma sementinha na barriga da mamã, que depois cresceu e se tornou num lindo bebé." 
Mostrei-lhe a agenda da grávida, que tem as várias fases do bebé, semana a semana. Ele ficou tão fascinado e esclarecido, que nem perguntou mais nada.
Quando ele fizer mais perguntas, vai querer saber um pouco mais, até porque, ele está a crescer. Acho que o livro pode responder por mim. Não me considero preconceituosa, mas ensinar estas coisas ao meu filho, acho que ainda não estou preparada.
Clique nas imagens para ampliar.
Aceito as vossas opiniões, ele tem quase sete anos. Será muito cedo?

Aproveitando o facto de falar em livros, deixo esta sugestão. No Natal de 2008, ofereci este dicionário ao meu filho, ele adorou! Foi o guia dele durante a minha gravidez em 2009.
Sugiro este livro, se está grávida, ou a pensar engravidar, e/ou se tem filhos mais velhos. Também podem oferecê-lo aos vossos sobrinhos, netos, etc...

15 comentários:

Manuela disse...

Querida Ana, tenho vários livros da Babette Cole, mas não conhecia este.
Adorei as páginas que apresentaste e vou tentar adquirir.
Quanto à idade ideal, para apresentar o livro ao teu menino, só tu podes avaliar. Há rapazes com sete anos que já têm maturidade suficiente para compreender estas imagens, acompanhadas de uma explicação tua; outros só aos nove anos é que a têm. Todavia deve-se dar sempre o enfoque à ternura e amor que devem existir, nestas situações do fazer o amor, para que ele tenha a noção de que não é uma coisa banal.
Desculpa o testamento, mas o papel de professora, nunca se descola! ;)

disse...

Bem... esse livro é mesmo muito muito completo!... nunca tinha visto nenhum assim! :D

Na minha opinião, penso que deves esperar que seja ele a voltar a questionar sobre o assunto, e não oferecer-lhe assim o livro do nada!...
Porque depois de ver esse livro é muito provável que surjam questões ainda mais complexas...e muitas curiosidades!!

Gostei do livro, vou procurar para mim também...
Bj ;)

Ana (A mamã é só minha) disse...

Manuela
Apesar de ter andado quase dois anos à procura do livro, só o adquiri há cerca de dois meses, e está escondido, para uma eventual emergência.
Há duas semanas, sem mais nem menos, o D. perguntou-me como é que era a semente dos bebés, e pediu-me para pesquisar no google e ver as imagens. Eu disse que tinha um nome científico e não me lembrava qual era, mas ele insistiu, e eu disse quando fosse ao médico perguntava o nome.
Sei que essa pergunta vai chegar, e prefiro ser eu a responder-lhe. Por outro lado, acho-o muito inocente. Provavelmente vai ver o livro com muita naturalidade, mas temo que fique muito curioso e que faça mais perguntas.
Apesar de o livro ser para mais de seis anos, acho que tem razão, depende mais da maturidade da criança. No caso do meu filho, a professora acha-o muito maduro, em comparação com os colegas da turma, já eu acho-o muito infantil. Pode ser que a "pergunta" ainda demore mais um anito...


É mesmo esse o meu problema, depois das imagens, o que é que ele irá perguntar?
Fazes bem em adquiri-lo. Esta autora tem livros fantásticos, recomendo. O meu filho adora o "Manual dos rebentos para uso dos pais" já o requesitei três vezes na biblioteca, mas vou ter que o comprar.

Beijinhos

Caminhante disse...

Olá Ana, não sou mãe mas já pensei que um dia terei que responder a essas perguntas. Uma vez ouvi um psicologo qualquer a dizer que a curiosidade das crianças deve ser "saciada" de acordo com a sua idade e maturidade mas sempre com a verdade (tal como fizeste). Acho que se o D. perguntar de novo e se achares que ele está preparado deves mostrar o livro.
Beijinhos

Te disse...

Olha Ana como sabes eu não sou mãe por isso nunca sei bem o que te responder nestas questões, a unica coisa que faço é imaginar como seria.

Eu acho que esperava que ele fizesse as perguntas para lhe mostrar o livro.

Há quem diga que quando as crianças fazem perguntas é porque estão preparadas para as respostas.

Beijinho.

Fernanda disse...

Ana, eu guio-me pela máxima: "se tem maturidade para perguntar, tem para ouvir a resposta". Claro, que devemos adaptar as respostas à idade; mostra-lhe o livro, e logo vês a reação dele.

Obrigada pelas dicas!

Bom fim de semana!
Beijinhos

Fernanda disse...

Essa coleção de dicionários da Fleurus é ótima! Os meus filhos adoravam!

Ana, divulguei estas dicas no Face ;)

Beijinhos

Ana (A mamã é só minha) disse...

Caminhante
Eu respondo sempre com base na verdade. Acho que se deve educar com a verdade, até para que as crianças não sigam o mau exemplo de mentir, pois os pais são os seus modelos. A única mentira que disse e ainda consigo manter, é a do Pai Natal, e mais recente a Fada dos Dentes, pois se se pode fantasiar e viver a magia, é na infância.
A questão da sexualidade, é mais complexa, foi por isso que fiz questão de comprar o livro, mas as páginas das posições, como se tratasse de uma brincadeira, deixa alguns receios.

Te
Muito curiosa essa frase, se as crianças fazem perguntas é porque estão preparadas. Faz todo o sentido.

Fernanda
Mesmo sem veres o comentário da Te, respondeste a mesma coisa por outras palavras, o que reforça essa teoria.
Vou aguardar que ele pergunte e depois mostro.

Só tenho dois livros dessa colecção da Fleurus, pois o meu filho teve acesso aos restantes livros no Jardim de Infância, felizmente. Eu gosto tanto desta colecção, que conheço bem, que sempre que vou para comprar, olho para eles, e não sei qual comprar, pois são mesmo muito bons.

Obrigada pela partilha no Facebook, já fui ver. Senti-me honrada, muito obrigada mesmo.

Obrigada a todas pelas vossas opiniões. Já decidi que quando a pergunta chegar, entrego-lhe o livro, para vermos juntos. Entretanto, vou rezando, para que a pergunta tarde em chegar.

Beijinhos e bom fim-de-semana :)

Bricolar e Poupar disse...

Muito giro o livro :)

ai ai, a minha ainda não me faz essas perguntas difíceis :)

Mãe da Rita disse...

Realmente, tem muito que ver com a maturidade de cada criança.
A minha filha tem 6 anos, tem ideia que apareceu um sementinha na barriga da mamã porque o pai e a mãe "namoraram" :-)
Ainda não passa disto por enquanto. Mas claro que vai fazendo perguntas mais específicas e um destes dias quis saber porque é que eu não tinha uma marca na barriga da altura em que ela nasceu (o parto foi normal).
Achei que ela ainda não ia entender e expliquei-lhe que tinha desaparecido com o tempo :-)
Realmente espero conseguir estar à altura da sua curiosidade, mas não é fácil.
Bom fim-de-semana!
Bjinhos!

Ana (A mamã é só minha) disse...

No domingo, estive com uma amiga minha, educadora, que conhece bem o livro, acabou por me tranquilizar. Disse-me que a "maldade" está na minha cabeça, e que para o meu filho, aquilo são apenas imagens, não tem o mesmo significado que tem para mim. Sinceramente, concordo com ela.

Beijinhos e obrigada a todas :)

Débora disse...

Achei o livro muito giro :) Não sabia que os havia assim tão explícitos :) Concordo com o que a tua amiga te disse... a maldade está em nós, eles ainda não vêm as coisas dessa forma :) e apesar de dizermos que hoje em dia não há tabus e deve falar-se abertamente sobre tudo, a verdade é que nos é difícil!
Por enquanto a Matilde ainda não pergunta nada, mas fui pesquisar e encontrei a versão power point caso alguém queira dar uma olhada (aqui: http://pt.scribd.com/doc/31277915/A-Mama-Pos-um-Ovo#archive). Vai ficar na lista de livros a comprar :)

Beijinhos

Ju disse...

Olá, Ana!
Seu blog é um encanto e esse post, lindo! Que lindo esse livro e que mamãe cuidadosa que és!
Vi seu post no Mosaico da Rê!
Abraço
Ju

Mirys + Guigo + Nina disse...

Afê.... bem detalhado o tal livro, heim? A "bola saltadora" foi ótimo! Mas, eu não sei se eu o mostraria ao meu filho de 7 anos ANTES dele pedir por mais informações....

Porque, até agora, o que ele sabe também é a história da "sementinha do papai na barriga da mamãe" (o que foi respondido aos... sei lá! 5 anos, acho!).

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Ana disse...

Deixe que seja ele a perguntar, se fizer a pergunta estará certamente pronto para ouvir a resposta.
O meu filho também tem sete anos e ainda não fez a pergunta e, o livro, ainda está escondido.

Beijos e obrigada pela visita e comentário :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...